Blog Magnus

    Beber vinho regularmente atrapalha o processo de emagrecimento?

    Por Magnus Personal Trainer em

    A vida fitness carrega consigo um tabu alimentício que leva muitos a desistirem das dietas e dos treinos antes mesmo de começarem a nova rotina. Mas uma vida saudável não deveria ser encoberta por tabus, e sim por uma segurança para garantir um estilo de vida melhor.

    O emagrecimento é uma das maiores metas daqueles que buscam por uma vida mais saudável, mas para chegar ao resultado, alguns cortes e mudanças devem ser feitos, dentro das limitações e possibilidades de cada pessoa.

    Vinho tinto, derramando em uma taça de vidro

    O vinho é uma das bebidas que mais levantam a dúvida sobre cortar ou não da dieta. Afinal, beber vinho atrapalha o processo de emagrecimento? A resposta é não, o vinho não atrapalha nesse processo, mas tudo de forma exagerada causa algum dano.

    Pontos positivos

    A bebida alcoólica costuma ser um dos alimentos cortados na hora de começar uma nova dieta. O motivo disso é o alto teor de açúcar que as bebidas possuem, que implicam a conquista de metas de perda de peso.

    Mas, o que poucos sabem é que o vinho, principalmente o vinho tinto, contém flavonoides, substância que pode ser antioxidante e muito benéfica para a saúde, pois atua nos radicais livres, impedindo a oxidação do colesterol ruim e diminuindo os riscos de doenças como a aterosclerose.

    Um estudo realizado pela Universidade Estadual do Oregon, em 2014, mostrou que o consumo de vinho tinto, em doses moderadas, ajuda as pessoas com sobrepeso a queimar gordura.

    O resultado se dá pelo ácido elágico, presente na uva. Essa substância retarda o crescimento das células de gordura e inibe a formação de novas células adiposas. O ácido também se mostrou eficaz na aceleração do metabolismo de ácidos graxos pelo fígado.

    Pontos negativos

    Mas, apesar dos benefícios que oferece, o álcool contido na mistura da bebida é o fator negativo desse consumo. O ingrediente é fonte de calorias vazias, que não oferece nenhum nutriente importante para o organismo e é um dos primeiros itens a serem cortados no início de uma dieta.

    O álcool reduz as inibições e pode levar ao consumo excessivo de alimentos, sem contar que algumas pessoas também perdem o controle e acabam se excedendo no consumo do vinho, desregulando toda a dieta.

    O consumo excessivo de vinho, assim como de outras bebidas alcoólicas, acarreta diversos males à saúde e não é recomendado para aqueles que querem perder o peso, mas não abrem mão de alguns mimos durante o dia.

    Equilíbrio

    A chave do sucesso, para beber vinho regularmente e manter a dieta em dia, enquanto alcança a meta de emagrecimento, é o equilíbrio.

    Se a intenção é beber uma taça de vinho todos os dias, o indicado é cortar algum doce ou lanches durante o dia. Isso iria equilibrar a dieta e não somaria os carboidratos a mais consumidos ao longo do dia, como os snacks da tarde ou o chocolate após alguma refeição importante.

    Outra sugestão é adaptar alguns hábitos, por exemplo, não tomar a taça de vinho durante a refeição e, sim, após a alimentação, pois, desse modo, o corpo terá um tempo para consumir os nutrientes ingeridos e não acumulará os carboidratos oferecidos pelo álcool.

    Apesar de trazer alguns pontos negativos, o vinho ainda traz benefícios ao corpo e, quando combinado a uma dieta e uma rotina de treinamento personalizada, ajuda a prevenir desde doenças cardiovasculares a problemas neurológicos.

    Quer uma rotina fitness personalizada? Dê uma olhada nas publicações do blog Magnus Personal e entre em contato por meio do WhatsApp (46) 99103- 6358 para contratar os nossos serviços.


    Tags:,