Blog Magnus

    O impacto dos exercícios físicos na saúde mental

    Por Magnus Personal Trainer em

    A prática de exercícios físicos oferece muitos benefícios à saúde, como prevenção de doenças cardiovasculares, diabetes e muitas outras. Porém, os impactos na saúde mental também são grandes e muitos benéficos quando você pratica exercícios físicos regulares. Você sabe quais são esses impactos?

    Descubra, por meio deste artigo, os principais impactos que os exercícios físicos podem ter na saúde mental e tenha maior conhecimento para colocar em prática e melhorar sua saúde como um todo.

    Quais os impactos do exercício físico na saúde mental?

    Que a prática de exercício físico é importante para a saúde, todos sabem. Porém, o impacto que isso tem sobre a saúde mental é algo que não é de amplo conhecimento e que pode fazer a diferença na sua qualidade de vida.

    Praticar exercícios regulares pode impactar em diversas questões relacionadas à saúde mental, como em situações de estresse, depressão, TDAH, concentração e pode, também, evitar doenças como Alzheimer.

    Tudo isso porque a prática de exercício tem a capacidade de produzir hormônios e neurotransmissores que geram maior bem-estar, auxiliam na disposição e na sensação de alegria.

    Entre as substâncias que são produzidas durante os exercícios, destacamos a endorfina, a serotonina e a dopamina. Quando essas substâncias não estão em uma quantidade adequada no organismo, algumas doenças podem ser geradas, como depressão, por exemplo.

    Exercício físico e estresse, depressão e TDAH

    Entre os principais impactos que o exercício físico pode ter na saúde mental está a redução do estresse, da depressão e do TDAH.

    A depressão, o estresse e o TDAH podem ser combatidos e prevenidos com as mudanças no cérebro que os exercícios físicos provocam, como redução de inflamações, crescimento neural e surgimento de novos padrões de atividades mentais.

    Com isso, você se sente melhor, mais relaxado e com maior produção das substâncias descritas anteriormente. Além disso, os efeitos contra a depressão podem ser iguais ou melhores que os dos medicamentos.

    Mais precisamente quanto ao TDAH, os exercícios físicos liberam dopamina, serotonina e norepinefrina, o que tem ligação com atenção e foco. Assim, a prática de exercícios se torna uma aliada para combater o TDAH.

    Impacto na qualidade do sono

    Além do que já foi visto até aqui, a qualidade do sono também sofre grande impacto quando você realiza exercícios físicos regulares. Isso acontece porque, com a produção dos hormônios e outras áreas sentindo os efeitos da prática de exercícios, você vai ter um sono de maior qualidade.

    Ao diminuir a carga de estresse, melhorar depressão e regular uma série de substâncias no organismo, o momento de descansar e relaxar vai ser aproveitado em sua plenitude, fazendo o sono ser mais revigorante.

    Portanto, manter uma rotina de exercícios é fundamental para que todos os benefícios mentais citados aqui sejam obtidos, bem como muitos outros que também são alcançados quando seu corpo é movimentado com frequência.

    Quer conhecer outros artigos e descobrir dicas sobre esse e outros assuntos semelhantes? Acesse nosso blog e encontre muitos conteúdos desenvolvidos para auxiliar você.


%d blogueiros gostam disto: