Blog Magnus

    Porque não perco peso na balança fazendo dieta e exercício?

    Por Magnus Personal Trainer em

    Não é difícil encontrar pessoas que reclamam de não perder peso mesmo praticando exercícios físicos e fazendo dietas. Realmente, é frustrante se dedicar a atividades, esportes, musculação, restringir a alimentação e não ver todo esse esforço convertido na balança. Porém, existem alguns pontos delicados sobre isso. Acompanhe este artigo e descubra mais sobre isso!

    Embora a saúde seja o principal motivo para a prática de dietas e atividades físicas, o emagrecimento é um fator muito relevante no que se refere à motivação. Muitas pessoas buscam mudar o seu estilo de vida com o objetivo de alcançarem mudanças na aparência.

    Assim, é natural que queiram ver os resultados de suas atividades em forma de perda de peso. Mas por que será que às vezes isso não acontece?

    perder peso na balança - Magnus Personal Trainer

    A balança

    A primeira coisa importante a se compreender é que a balança sozinha não é um referencial muito confiável para estabelecer o emagrecimento. Isso acontece por alguns motivos.

    Um deles é que, quando praticamos exercícios físicos, tendemos a ganhar fibras musculares mais densas. Em outras palavras, podemos dizer que os músculos pesam mais do que a gordura. Um quilo de fibra muscular ocupa um espaço muito menor no corpo do que um quilo de gordura.

    Assim, mesmo que o peso de uma pessoa se mantenha ou até aumente, isso não significa que ela está engordando: pode ser que ela esteja perdendo gordura e ganhando massa magra.

    Sobre isso, ainda vale destacar que a saúde corporal não é medida diretamente pelo peso, mas sim por porcentagens de massa muscular e gordura. O ideal é que a gordura corporal não passe dos 20%.

    O IMC

    Muitas pessoas se veem presas à balança devido à ideia trazida pelo IMC, o índice de massa corpórea. Esse sistema de cálculo leva em consideração o peso total e a altura da pessoa para determinar se ela está em seu peso “ideal”, se apresenta sobrepeso ou até mesmo obesidade.

    No entanto, é importante salientar que o IMC é uma medida primária que, embora sirva como um indicativo para necessidade de emagrecimento, pode não refletir a realidade.

    Se uma pessoa tem práticas regulares de atividade física e uma dieta balanceada, é possível que ela se mantenha na porcentagem ideal de gordura corporal, mesmo que esteja acima do peso segundo o cálculo do IMC.

    Procure outros referenciais

    Como vimos, a balança não é uma medida confiável para estabelecer parâmetros de emagrecimento. Isso não significa que ela seja dispensável. Porém, é importante que o peso esteja sempre associado a outros fatores determinantes.

    Para isso, existem métodos de cálculo que são mais precisos no que se refere a parâmetros de emagrecimento. Um método para medidas mais exatas de gordura corporal é a bioimpedância. Essa técnica consiste na aplicação de uma imperceptível carga elétrica no corpo. Essa carga encontra resistência no tecido gordo e retorna a resposta de porcentagem de massa magra e gorda.

    Existem ainda outras formas mais precisas. Se você quer saber mais sobre emagrecimento ou treinos, confira outros artigos de nosso blog. Caso ainda tenha dúvidas, conheça os serviços do personal trainer Magnus.


%d blogueiros gostam disto: