Blog Magnus

    HIIT: qual é seu impacto na perda de peso?

    Por Magnus Personal Trainer em

    É de conhecimento geral que a prática de atividade física tem um impacto positivo muito grande na saúde e na qualidade de vida. Por isso, é muito importante reservar na rotina um espaço para a realização do exercício físico. Porém, na sociedade atual isso tem se tornado cada vez mais difícil por falta de tempo, entre outras razões. Se você não tem muito tempo na sua rotina e a perda de peso está entre um dos seus objetivos dentro da prática do exercício físico, o HIIT é uma boa opção.

    O HIIT (High Intensity Interval Training), ou treino intervalado de alta intensidade, tem resultados semelhantes ou superiores aos exercícios moderados de alta duração, porém ele é realizado em sessões de treino mais curtas. Por exemplo, 15 a 20 min de HIIT, sempre na maior frequência em que a pessoa aguentar, queima a mesma quantidade de calorias que uma hora de corrida.

    Como funciona o processo de emagrecimento com o HIIT

    Apesar de o gasto energético nem sempre ser muito grande durante a prática do HIIT em si, por ser um exercício de curta duração, a pessoa continua queimando calorias após o treino. Isso ocorre devido ao efeito EPOC, sigla em inglês para consumo excessivo de oxigênio após o exercício.

    A atividade física gera um estresse no organismo, que precisa acionar uma série de mecanismos, que demandam gasto calórico, para se para se regenerar, voltar à temperatura inicial, repor os estoques de glicogênio muscular, eliminar metabólitos e reparar a musculatura. Só que essa atividade não cessa assim que o treino acaba. Mesmo depois do treino, o físico continua trabalhando para se recuperar do esforço e voltar a seu estado de equilíbrio. Esse trabalho ocorre em duas etapas: a primeira, que se dá logo após o exercício, é mais curta e intensa; a segunda pode durar minutos ou horas, dependendo do exercício. Quanto mais intenso, melhor.

    Por isso o HIIT é uma boa opção para quem quer emagrecer. Mas, assim como qualquer outra atividade física ele deve ser feito com a orientação de um profissional e liberação médica, uma vez que exige muito do coração, músculos e articulações.

    Outros benefícios

    Além do seu resultado diferenciado na perda de peso, o HIIT também proporciona outros benefícios, como:

    • ajuda a controlar a fome,
    • melhorar a capacidade cardiorrespiratória,
    • diminui os níveis de açúcar no sangue,
    • auxilia no ganho de massa muscular.

    Cuidados

    Como o HIIT é uma prática que gera um grande desgaste e tem um tempo para recuperação maior, não é recomendado que seja feito todos os dias. O ideal seria intercalar o HIIT duas a três vezes na semana com outros treinos de intensidade mais moderada. Garantindo uma rotina sustentável a longo prazo de exercícios.

    Vale lembrar que a perda de peso está relacionada a vários fatores, não só a prática de um tipo de exercício. Cada corpo é um corpo e responde de forma diferente a um mesmo estímulo. E, a atividade física aliada a uma alimentação saudável é um combo poderoso.


%d blogueiros gostam disto: