Blog Magnus

    A importância de respirar corretamente durante seu treino

    Por Ex-Magnus Personal Trainer em

    Respirar é vida. Esta é uma das funções do corpo mais importantes que existem. Sem a respiração não é preciso viver. Se ela é tão fundamental para o corpo no dia a dia, imagina na hora de fazer sua atividade física.

    Pessoas se exercitando com controle da respiração

    Importância da respiração nas atividades físicas:

    Ao realizar algum exercício físico, a respiração correta ajuda a reduzir a tensão muscular. Dependendo do tipo de atividade, ela pode até diminuir a ansiedade, fazendo o praticante relaxar.

    Respirar corretamente ainda faz que o praticante aumentar o foco, além de influenciar na atenção e nos resultados esperados com o exercício.

    Respirar corretamente:

    O modo correto de se respirar é através do nariz. O ar entra pelas narinas e se torna quente e úmido. Assim chega aos pulmões de uma forma mais confortável. Além disso, ele entra limpo, purificado pelos cílios que existem nas narinas. Após o processo nos pulmões, o gás carbônico resultante é colocado para fora. A maneira correta para isso é pela boca.

    Existem também dois tipos de respiração: uma pelo tórax e a outra pelo diafragma. Muitas atividades físicas usam a segunda como a adequada na sua prática.

    Respiração correta para as atividades físicas

    Como dito anteriormente, a respiração pelo diafragma é a mais comum durante as atividades físicas. E o motivo é bem simples. É que ela melhora o controle do nível de estresse e das funções que exigem mais da respiração.

    Embora respirar pelo nariz seja a forma mais correta e saudável de respiração, isto não é um fator definitivo para as atividades físicas. Tudo porque a execução de alguns exercícios ou movimentos corporais podem exigir uma maior ventilação.

    Em se tratando de treino físico, não existe regra rígida sobre qual respiração é a melhor. Cada uma das atividades tem seus níveis de exigência e, por isso, podem precisar de mais ou menos ventilação. Por isso que ela depende da atividade física que se está executando.

    Vamos a alguns exemplos:

    1. Exercícios de força:
    Neste tipo de treino, como a musculação, por exemplo, é importante que você expire no momento em que realiza o esforço e inspire ao retornar. Quando você expira, seus músculos se contraem e promovem maior sustentação corporal para a realização do exercício. Dessa forma, é possível dizer que a respiração complementa a mecânica do movimento que foi realizado e os efeitos no músculo.

    2. Exercícios aeróbicos:
    Andar de bicicleta ou correr são exemplos deste tipo de exercício. Eles não têm uma regra específica sobre a respiração. É comum que os praticantes se adaptem ao que o corpo exigir, conforme a intensidade dos movimentos aumenta. Sendo assim, respirar pela boca traz maior ventilação. O importante é respirar pelo diafragma ou você pode sentir aquele incômodo, chamado cãibra do diafragma.

    Gostou deste tema? Quer obter outras informações sobre saúde, treinamento físico e qualidade de vida? Então acesse outros artigos em nosso blog. Entre em contato para tirar qualquer dúvida ou para contratar os serviço do personal trainer Magnus no WhatsApp (46) 99103-6358 ou você pode clicar aqui também.


%d blogueiros gostam disto: